Mãe e filha sofrem ataque homofóbico em shopping de Brasília

O que era para ser uma noite de cinema entre mãe e filha, virou caso de polícia em Brasília. Em um vídeo divulgado no Facebook, Solange Gastroplastia conta que ela e a filha de 20 anos sofreram um ataque homofóbico enquanto caminhavam abraçadas pelo shopping Liberty Mall, na Asa Norte.

“Na saída do filme, me apareceu um louco que achou que a gente fosse um casal gay e simplesmente começou a agredir nós duas”, disse ela, bastante emocionada. “Começou com agressão verbal, chamando a gente de cretina e safadas”. Segundo Solange, o agressor era um homem de aproximadamente 50 anos.

“Eu pensei muito antes de gravar esse vídeo, só que não dá para ficar calada”, explica. “Eu reagi… chamei os seguranças e pedi para detê-lo”. A vítima continua o vídeo dizendo que foi parar na delegacia com o rapaz e durante a confusão, ainda foi agredida no rosto. “Ele bateu com alguma coisa no meu rosto. Ainda está vermelho”.

Solange conta que decidiu gravar o vídeo pois acha um absurdo que duas pessoas do mesmo não possam andar abraçadas com medo de serem atacadas. “Eu gravei esse vídeo para falar que se você já sofreu alguma violência, não fique coagido. Vocês tem que lutar pelo direito de vocês”. Após chamar os seguranças, todos foram encaminhados para a delegacia, onde Solange prestou queixa.

Confira

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!