IBGE confirma: casais gays têm renda 65% maior do que a de heterossexuais

Dados divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) revelaram que casais homoafetivos que moram juntos são mais bem-sucedidos que os héteros.

O levantamento mostrou que a renda média de indivíduos que compõem casais homoafetivos é 65% maior do que a dos chefes de família heterossexuais, que, por sua vez, têm três vezes mais filhos morando com eles. Uma combinação, segundo o economista Marcelo Nery, que potencializa o chamado “consumo gay”. A amostra foi feita com cerca de 35 milhões de brasileiros, entrevistados durante os últimos seis anos.

Durante esse período, o número de casais homoafetivos que moram juntos no Brasil cresceu 170% em cinco anos. Atualmente, de acordo com levantamento da FGV social, são 304 mil pessoas. Por mais que haja a mesma quantidade de casais masculinos e femininos morando juntos, o crescimento deles foi maior: 226% em cinco anos.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!