Ex-repórter de afiliada da Record diz que foi demitido após se assumir gay

O modelo e repórter Gabriel Leão foi notícia em 2017 por posar nu duas vezes, uma inclusive dentro da comunidade em Heliópolis na cidade de São Paulo. Este ano, o repórter posou novamente para a revista espanhola Eroticco Magazine e recebeu o título de Muso da Copa do Mundo 2018.

“Depois de tudo que passei com a demissão que sofri no final do ano, estava bem abatido, mas resolvi erguer a cabeça e seguir em frente, sei do meu potencial e agora vou fazer valer este título de muso e reconquistar meu espaço na TV”, declara Gabriel Leão que já teve seu nudes vazado através de aplicativo de pegação gay.

Gabriel era repórter de uma das afiliadas da Record TV, a TV Atalaia de Sergipe, ele gravava as matérias em eventos e shows, e era responsável por entrevistar os famosos. “Depois que posei nu para a revista Italiana Viva Boy senti que as pautas já chegavam para mim com menos frequência”, desabafa o repórter que acreditar ter sido vítima de preconceito pela emissora.

“Depois continuei a minha mídia, sempre tive este cunho polêmico, é meu jeito, aí quando posei ano passado para outra revista, um mês depois seria minha renovação de contrato, simplesmente fui desligado da emissora, sem a menor satisfação ou um até logo, obrigado, até hoje, não falaram comigo, isso me faz crer que foi por cota que assumi minha sexualidade e optei por ser livre, ser eu mesmo, sem rótulos”, conta.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!