Quase 88% dos indonésios vê a homossexualidade como uma ameaça

Quase 88% dos indonésios vê negativamente a comunidade LGBT, considerando-a como uma ameaça, indica uma sondagem apresentada em Jacarta.

Enquanto 87,6% dos entrevistados veem o grupo como uma ameaça, 79% rejeita a ideia de ter um membro dessa comunidade como vizinho e 89% recusa governantes que não sejam heterossexuais. A pesquisa indica ainda que 81,5% considera que a homossexualidade são proibidas pela sua religião, o que se aplica “a todas as religiões”, disse Ade Armando, diretor de meios da consultora Saiful Mujani Research and Consulting, durante a apresentação do estudo.

A sondagem, efetuada entre 2016 e 2017, conta com uma amostra de 1.220 indonésios das 34 províncias do arquipélago, segundo Armando.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!