Russo albino tatua 90% do corpo e remove genitais e mamilos por não combinarem

Após ser diagnosticado com câncer há 12 anos, um homem russo albino decidiu tatuar a maior parte possível de si mesmo, incluindo seus globos oculares. No entanto, cobrir 90% de seu corpo com tinta preta não foi o suficiente e, no último sábado (21/07) Adam Curlykale, de 32 anos, passou por uma cirurgia para remover seu pênis, testículos e mamilos.

Embora tenha vencido a doença, Adam disse que ficou deprimido durante sua recuperação, numa época em que seu sistema imunológico ficou enfraquecido. A tonalidade de sua pele pálida e com aspecto doentio o incomodava. “Eu sempre soube que eu era diferente do resto da sociedade. A minha cor favorita, por exemplo, sempre foi cinza, em tons diferentes, e é por isso que minha cor de pele atual é grafite”, explicou.

No último ano, o russo ganhou fama nas redes sociais após participar de um programa de televisão polonês, onde relatou sua história e explicou suas razões para alterar sua aparência natural. No Instagram, ele tem mais de 25 mil seguidores. Ao site britânico “Metro”, Adam afirmou que não se sentia bem com seus genitais tendo cores diferentes do resto de seu corpo. Para a realização do procedimento, o homem procurou os médicos do Hospital Jardines em Guadalajara, no México.

“Eu desenho minhas tatuagens porque é o meu corpo. Eu tenho uma visão específica para mim e vivo passo a passo. A vida é tão curta que parei de imaginar o que vai acontecer amanhã. A vida está aqui e agora”, frisou.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!