Cientistas desenvolvem arroz modificado para neutralizar vírus do HIV

Cientistas dos Estados Unidos, do Reino Unido e da Espanha desenvolveram um arroz geneticamente modificado que promete ajudar no combate ao HIV. A descoberta foi publicada no periódico National Academy of Sciences nesta semana. A ideia dos pesquisadores não é utilizar o cereal como alimento e, sim, para produzir uma pasta que, ao ser aplicada na pele, poderia inibir o vírus e seus sintomas.

De acordo com os especialistas, o arroz modificado conta com três proteínas microbicidas (2G12, lectina e cyanovirin-N). Em testes preliminares in vitro, essas substâncias se ligaram à glicoproteína do HIV, que permite o vírus atingir as células do organismo e neutralizam sua ação. Eles acreditam que o produto teria o mesmo potencial dos medicamentos antirretrovirais e poderia ser uma solução de baixo custo para o tratamento de pessoas com Aids em países subdesenvolvidos, em que medicamentos tradicionais são de difícil acesso.

Os cientistas terão primeiro que mostrar que não há efeitos colaterais prejudiciais e, em segundo lugar, terão que cumprir várias restrições regulatórias em vigor nos países que esperam desenvolver mais pesquisas.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!