Jovem gay é expulso da escola ao se assumir e direção afirma: “Era o que Jesus queria”

Um jovem de 17 anos foi expulso da escola que frequentou por dez anos depois que seu diretor lhe disse que ele havia seguido um “caminho do mal” ao se declarar gay. Segundo o portal Pink News, Devin Bryant frequentou a Covenant Christian Academy em Colleyville, no Texas (EUA), desde o pré-jardim de infância, e estava ansioso para começar seu último ano como ele mesmo.

Os alunos do último ano têm permissão para projetar suas próprias vagas de estacionamento da instituição de ensino, e Devin planejou decorar a sua com algumas palavras que o descrevem:  “Gay e feliz” e “Gay, desculpe”. Os administradores sinalizaram o projeto com o novo diretor, Dr. Tony Jeffrey, que prontamente informou à mãe de Devin que ele não era mais bem-vindo na escola. “[Jeffrey] tomou para si a responsabilidade de buscar votos do conselho para a expulsão de Devin nos dias em que estava na escola”, disse Consolata Bryant, mão do aluno, ao Dallas Observer.

De acordo com Consolata, ele garantiu os votos necessários e por isso ligou para avisar que Devin não deveria comparecer à escola. “Suas palavras exatas foram que Devin escolheu um caminho mau que era contrário à Bíblia e, portanto, era mau”, disse. A mãe questionou o diretor se ele era cristão, afirmando que “Jesus não faria o que você está fazendo”. No que Jeffrey respondeu: “Estou fazendo o que Jesus gostaria que eu fizesse”.

Sua mãe acredita que o novo diretor pretendia fazer dele um exemplo para dissuadir outros alunos a se assumirem como ele. “Estou orando para que a administração descubra o verdadeiro Cristianismo”, disse Consolata. “Devin é um ótimo garoto. Seu espírito não pode ser quebrado por pessoas fracas. Infelizmente, eles continuarão fazendo isso com qualquer estudante que no futuro não se conforme com a hipocrisia”.

De acordo com o Pink News, a Covenant Christian Academy se recusou a comentar sobre a expulsão, mas disse que Devin havia quebrado um contrato da academia que proibia a homossexualidade.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!