Universitária se torna a primeira mulher trans a ingressar na OAB de Mato Grosso: “Doutora travesti pra você”

A estudante de direito Daniella Veyga, de 26 anos, é a primeira transexual inscrita na Ordem dos Advogados Seccional Mato Grosso (OAB-MT), segundo a entidade. Ela adquiriu o registro de estagiária nessa terça-feira (06/10) e não deixou de comemorar a conquista nas redes sociais.

Doutora travesti pra você. Hoje me tornei a primeira pessoa trans a se inscrever nos quadros da OAB/MT, mesmo que seja um registro provisório como de estágiaria, é um ato muito simbólico para nós“, escreveu Daniella na legenda da foto em que aparece com a sua carteirinha em mãos. Ela disse que busca defender as pautas LGBTQ+ e usa o conhecimento adquirido na faculdade para ajudar as pessoas no âmbito do Judiciário.

A partir de hoje atuarei de forma legal na defesa dos direitos das minhas irmãs trans. Esse registro não é só meu, mas é de todas que não tiveram a mesma oportunidade a qual eu tive, ou até mesmo aquelas que tiveram suas vidas tiradas antes mesmo dessa oportunidade chegar. Ocupo esse espaço institucional e prometo utilizar dele para fomentar e defender nosso direito à vida, nosso direito ao amor, nosso direito a felicidade. Amigas trans, essa inscrição é de todas vocês“, celebrou.

Ao G1, o presidente da Comissão da Diversidade Sexual da OAB-MT, Nelson Freitas Neto, afirmou que o registro obtido por Daniella é um momento histórico que deve ser celebrado por todos. “A inscrição da primeira mulher trans declarada nos quadros da OAB como estagiária é um momento histórico que deve ser celebrado não só pela advocacia, mas também pela sociedade, considerando a sua relevância”, pontuou.

Confira

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!