Casal gay é condenado por assassinato e desmembramento de mulher lésbica

Um casal gay do Reino Unido, Nathan Maynard-Ellis e David Leesley, de 30 e 25 anos respectivamente, foi considerado culpado por assassinar e desmembrar uma mulher lésbica no ano passado. Após o crime, os assassinos jogarem o corpo da moça em um local de lixo e fugiram.

A vítima, Julia Rawson, teria conhecido o casal em maio de 2019 enquanto ela estava em um pub. Rawson foi convidado por Maynard-Ellis e Leesley para se juntar a eles em seu apartamento, onde foi filmada por uma câmera de vídeo entrando no prédio. Foi a última vez que ela foi vista viva. Segundo a Out Magazine, o apartamento do casal foi descrito no julgamento como um “apartamento dos horrores” com uma bancada de armas e ferramentas, incluindo um machado, bem como répteis empalhados e outras máscaras de terror caseiras.

O promotor Karim Khalil teria dito aos jurados que Maynard-Ellis tinha fascínio por assassinato e gostava de fantasias sobre o “assassinato sexualizado de mulheres“. “Por muitos anos Maynard-Ellis abrigou pensamentos sombrios que se concentraram principalmente na agressão sexual de mulheres e em sua matança violenta”, disse Khalil durante o julgamento, segundo informações do The Guardian. “Ele demonstrou um interesse particular por certos temas envolvendo assassinos em série e o desmembramento de corpos.” 

Como justificativa, Maynard-Ellis alegou ter agido em legítima defesa. No entanto, foram encontrado sinais de abuso sexual na autópsia da vítima. O casal então cortou seu corpo em diferentes partes e escondeu em dois locais distintos perto da casa do casal. Os pais de Lawson começaram uma busca pela filha enquanto o casal era visto pela cidade, agindo como se nada tivesse acontecido. Ambos os homens confessaram ter desmembrado e ocultado o corpo de Rawson.

Leesley só foi condenado por assassinato. Maynard-Ellis foi condenado por assassinato, bem como quatro acusações de estupro e uma condenação por tentativa de estupro de alegações adicionais por outra mulher após sua prisão. O caso aguarda a sentença definitiva do casal.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!