“Brasil é um país racista e homofóbico”, diz Ivete Sangalo ao receber prêmio no ‘Domingão do Faustão’

Ivete Sangalo foi homenageada neste domingo (27/12) com o Troféu Mário Lago, do “Domingão do Faustão“, reconhecendo os 25 anos de carreira de Veveta, sua contribuição artística e conexão com o público brasileiro. Aproveitando a ocasião, a cantora fez um discurso poderoso sobre desigualdade, racismo e homofobia.

Somos conhecidos no mundo pela nossa alegria e simpatia. Reconheço isso, mas acho que é preciso haver um reconhecimento também das nossas falhas como sociedade. O Brasil é o país que mais mata homossexuais no mundo. O Brasil é um país racista, homofóbico, de feminicídio e de ataques às minorias“, disse a cantora de 48 anos.

E esse perfil doente, equivocado, é pautado todo na ideia da desigualdade. O poder dessas pessoas parte da desigualdade. Sabendo todos eles, que somos todos iguais em direitos. Cada um de nós tem uma maneira de ser, personalidade e gostos, mas somos todos iguais em direitos“, reforçou. Maravilhosa, né?!

Confira

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!