‘BBB 21’ bate recorde com maior número de participantes LGBTQ+

A vigésima primeira edição do Big Brother Brasil ficará marcada pela diversidade. Além de ter um número recorde de participantes negros, o reality show da Globo também apresenta a maior quantidade de participantes LGBTs de sua história. Que tudo!

Até o momento, pelo menos cinco brothers já declararam ser do vale. Duas das sisters confirmadas no camarote, por exemplo, as cantoras Karol Koncá e Pocah são bissexuais. Poca, inclusive, esteve recentemente na redação do Pheeno onde contou detalhes sobre sua sexualidade. “Eu achava que nem gostava de macho, para início de conversa. Atualmente, eu sou comprometida com um homem, mas eu sou bissexual”, declarou a cantora durante entrevista.

Confira a lista

Professor de geografia, João Luiz tem 24 anos e é natural de Santos Dumont (Minas Gerais). Gay assumido, João foi confirmado no grupo pipoca. “Falar da minha sexualidade é uma coisa que eu gosto. Meus alunos e colegas de trabalho sabem que sou gay. Tenho um namorado e moramos juntos há um ano”, disse ao GShow.

O doutorando em economia de 29 anos Gilberto Nogueira Jr. é mais um gay assumido do time pipoca! Natural de Jabotão dos Guararapes, Pernambuco, onde mora com a mãe, o participante é Mórmon desde os 10 anos. “Nunca namorei homem, mas estou querendo muito. Só que ninguém me quer. Está difícil”, disse o brother ao GShow.

Também do grupo Pipoca, a baiana Lumena, de 29 anos, é psicóloga e DJ. Lésbica assumida, ela conta que a pandemia salvou o seu relacionamento com a namorada Fernanda. “A pandemia casou a gente! Ela é sensacional e faz muito sentido na minha vida em termos de companheirismo e projeto de vida familiar”, explicou ao GShow.

Natural de Queimados, no Rio de Janeiro, temos a cantora Pocah! Bissexual assumida, a artista de 26 anos falou sobre sua bissexualidade no fim do ano passado ao Pheeno. Segundo Pocah, desde os 13 e 14 anos de idade ela já ficava com meninos e meninas: “Eu achava que nem gostava de macho, para início de conversa. Atualmente, eu sou comprometida com um homem, mas eu sou bissexual”, revelou.

A cantora e apresentadora Karol Conká completa o time de bissexuais do grupo Camarote. “Eu sempre soube que era bi, desde pequena. Não namorei, mas já fiquei, transei. Na minha cabeça, acho que não conseguiria namorar mulher”, disse a cantora em entrevista à revista TPM, em 2016.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!