Cabeleireiro gay apoiador de Donald Trump tem casa invadida pelo FBI e objetos pessoais apreendidos

Kristopher Dreww, o cabeleireiro gay e fã de Donald Trump que viralizou nas redes sociais após divulgar vídeos se gabando de ter participado da invasão criminosa ao Capitólio em 6 de janeiro, acaba de ter sua casa invadida pelo FBI.

Segundo informações do portal Queerty, o cabeleireiro de 32 anos, que atende pelo apelido online de “Adorável Deplorável”, e cujo nome verdadeiro é Kristopher Martin, teve sua casa em Huntington Beach, Califórnia, revistada nesta segunda (18/01) por envolvimento a invasão. De acordo com o Los Angeles Times, uma pessoa – aparentemente Dreww – estava em casa durante a operação e cooperou com as autoridades. Nenhuma prisão foi feita durante a operação, embora os agentes tenham apreendido itens não divulgados da residência.

Kristopher Dreww viralizou após o tumulto de 6 de janeiro no Capitólio dos Estados Unidos, no qual apoiadores de Donald Trump e outros extremistas de extrema direita invadiram o prédio durante a certificação da eleição de 2020.  Dreww, por sua vez, divulgou um vídeo no Twitter se gabando de ter participado da invasão: “Acabei de voltar de um ataque ao Capitólio. Foi um sucesso. Para todas vocês, vadias enlouquecidas no Facebook, dizendo que não éramos nós, éramos nós sim“, afirma.

Depois de postar o vídeo, Dreww disse estar arrependido e que agora teme que seu salão de beleza feche as portas. A página da empresa foi inundada com críticas negativas, muitas delas falando sobre sua participação na tentativa de golpe.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!