Jovem é vítima de homofobia ao tentar comprar sunga verde neon: “Não tenho nessa ‘viadagem’ toda”

Morador de Picos (a 300 km de Teresina), no Piauí, o técnico de informática Rafael Santana, de 31 anos, usou as redes sociais para denunciar um comentário homofóbico de uma grife após tentar comprar uma sunga na loja.

Usando o Whatsapp, Rafael procurou a loja Sedução Moda Íntima para saber se a marca tinha algum modelo de sunga neon. Minutos depois, ele recebeu um áudio, que teria sido encaminhado errado, informando que a loja não tinha modelos de sunga “nessa ‘viadagem’ toda”. Indignado, o técnico de informática respondeu a loja pedindo por respeito. “Eu acho que você precisa de respeito (sic) pelos seus clientes, isso não é uma viadagem é uma atualização, é uma coisa mais moderna. Sexualidade não está informada por cor, e muito obrigado pelo seu atendimento, sua mal educada“, disse Rafael, que compartilhou o caso em suas redes e ganhou o apoio de seguidores e da Comissão de Estágio e Exame da Ordem da subseção da Ordem dos Advogados do Brasil de Picos.

Após a repercussão do caso, a Sedução Moda Íntima admitiu o crime e publicou uma nota pedindo desculpas “pela maneira infeliz de se colocar diante de um comentário que magoou nosso cliente“. “Desculpas a todos que se sentiram ofendidos“, disse a loja. Rafael, por sua vez, não acredita no arrependimento do estabelecimento. “Não senti, em nenhum palavra dita na retratação, que ela estivesse arrependida ou disposta a mudar sua atitude. Ela se veio se retratar depois que viu tamanha repercussão sobre o acontecido, pensando na sua imagem e na sua loja. Ela deveria ter mais empatia, respeito e educação com seus clientes”, reforçou o rapaz.

Confira a nota da loja

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!