Casal gay cria “Barbiearia” para evitar LGBTfobia: “Nosso foco é fazer com que as pessoas se sintam acolhidas”

Cansados do preconceito, o casal Felipe Alves e Diógenes Machado, ambos de 27 anos, de Joinville (SC), decidiu criar um lugar sem preconceitos que atenda a todos. Foi aí que nasceu a “Barbiearia”, que tem como foco ser uma barbearia que atenda o público LGBTQ+, mas também atende, sem preconceito, pessoas heterossexuais.

Nosso foco é fazer com que as pessoas se sintam acolhidas”, conta Felipe ao canal O Município Blumenau. “Criei o hábito de frequentar barbearias. Mas cada vez era pior. Barbearias são ambientes tóxicos e homofóbicos. Eu como gay, sentia uma diferença bem grande na forma que o barbeiro me tratava quando percebia que eu era gay”, continuou. Segundo ele, após conversa com amigos, viu que não era o único a passar por essas situações. Felipe, que trabalha como maquiador, disse que também não se sentia muito à vontade em trabalhar com salões de beleza tradicionais.

A ideia surgiu em maio de 2020 e só em julho a o comércio foi inaugurado.  “Foi tudo feito por nós mesmos, contratando apenas o eletricista”, explica Felipe. O público da Barbiearia é variado, incluindo mulheres que dizem que não são atendidas em outras barbearias. “Tem bastante casal heterossexual que vem aqui. Enquanto a mulher corta o cabelo, o homem faz a barba”. 

O local acabou viralizando no Twitter recentemente quando um usuário compartilhou a imagem, rendendo 94 mil curtidas, 6 mil compartilhamentos e 900 comentários. “Estou amando bastante. Tanto por ver as pessoas valorizarem quanto por influenciar profissionais da área. E isso também mostra para a gente o quão importante tem sido nosso trabalho para nossa comunidade”, comemora Felipe.

Confira fotos

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!