“Sangue era jogado fora por doadores serem afeminados”, revela ativista Eliseu Neto

Recebemos no estúdio o ativista Eliseu Neto para um papo necessário sobre o movimento LGBTQ+! Responsável pela criminalização da LGBTfobia, o paulista reforça a importância da educação sexual nas escolas, comenta o suicídio entre jovens LGBTQ+ e conta como ajudou a derrubar a restrição que proibia homossexuais de doarem sangue.

Confira

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!