Ex-ator ator pornô gay abandona carreira e anuncia candidatura em partido LGBTfóbico de extrema direita

Um ex-ator pornô gay nascido na Alemanha, mas que atualmente mora na Escócia, está virando uma nova página em sua vida. Ele está deixando seu passado pornô para trás e focando sua atenção na política local.

Philipp Tanzer, de 43 anos, começou a trabalhar como ator pornô gay em 2007, atuando como Logan McCree. Ele se tornou conhecido por conta de suas tatuagens distintas que cobrem a maior parte de seu corpo, incluindo seu pênis e bumbum. Em 2008, Tanzer ganhou o prêmio Grabby de Melhor Vídeo de Fetiche. Já em 2010, ele lançou seu próprio site, “loganmccree.tv”, que foi uma espécie precursora do OnlyFans, onde ele se autointitulava como a “estrela pornô alemão mais quente por aí”.

No entanto, em 2012, tudo mudou! Tanzer largou o negócio do entretenimento adulto gay de lado, deixou a Alemanha e se mudou para a Escócia com sua namorada. Depois de anunciar que não se considerava mais gay, ele virou um ativista dos direitos dos homens e decidiu se arriscar na política como membro do partido ultraconservador Scottish Family Party, famoso por sua oposição à legislação de crimes de ódio e também a proibição da terapia de conversão.

Apesar de estrelar diversos filmes e ganhar muito dinheiro no processo, Tanzer, apoiador de Donald Trump, diz que isso nunca se alinhou com seus valores. “Eu tinha uma visão negativa da indústria pornográfica antes mesmo de entrar nela”, diz ele, “mas precisava do dinheiro”. “Meninos e meninas consomem pornografia e ambos sofrem com seu impacto. Quando eu era mais jovem, não sabia bem o caminho que tomaria. Fui forçado a me identificar aos 32 anos como algo que eu não era”, acrescenta. “O Scottish Family Party representa melhor minhas opiniões sobre a vida e a sociedade”.

Questionado se o seu passado pode prejudicar suas chances de eleição, Tanzer, que agora trabalha como cabeleireiro e recentemente teve sua conta suspensa no Twitter por fazer comentários extremistas, disse ao Daily Mail que realmente não pensa assim. “Todo mundo em Durness já ouviu falar sobre isso”, diz ele. “Mas eu realmente tento ajudar a comunidade o máximo que posso e as pessoas são muito gratas.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!