Transexual é assassinada a tiros por motorista, que foge do local e acaba morto pela polícia após troca de tiros

Uma transexual de 26 anos foi morta a tiros em Londrina na noite de quarta-feira (30/06). O crime, que aconteceu na Rua Cabo Verde, esquina com a Avenida Leste Oeste, foi registrado por imagens de segurança em uma câmera. O suspeito fugiu do local, foi perseguido pela polícia e morreu após uma troca de tiros.

Conforme o registro divulgado pela Polícia Militar, um carro para na via e chama a vítima, identificada como Natasha Galvão, que está do outro lado da rua. Em seguida, Natasha é atingida por disparos assim que chega perto do veículo. Depois disso, o motorista foge. A Policia Civil está investigando o caso. “O que sabemos é que Natasha estava no local junto com uma travesti, foi chamada por esse motorista e depois baleada. Ainda é prematuro afirmar o que motivou, vamos investigar todas as possibilidades. Pode ser crime de ódio, homicídio ou feminicídio”, disse João Batista dos Reis, delegado-chefe de Homicídios de Londrina, ao G1.

De acordo com a publicação, testemunhas do crime, amigos e familiares, tanto da transexual quanto do suspeito do crime, devem ser ouvidos a partir de segunda-feira (05/07). O corpo de Natasha Galvão foi sepultado no cemitério Jardim da Saudade, em Londrina, na tarde de quinta-feira (01/07).

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!