Pessoas HIV+ poderão tomar 3ª dose de vacina contra covid-19, diz Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde anunciou nesta quarta-feira (25/08) que pessoas que vivem com HIV podem começar a receber dose extra da vacina contra a covid-19 a partir da segunda quinzena de setembro. A dose de reforço é indicada para os idosos com mais de 70 anos e imunossuprimidos.

Os pacientes “imunossuprimidos” incluem por exemplo, pessoas com câncer, pessoas vivendo com HIV, transplantados e outros com o sistema imune fragilizado, o que deixa o paciente mais suscetíveis a infecções. A pasta informou que a imunização deverá ser feita, preferencialmente, com uma dose da Pfizer, ou de maneira alternativa, com a vacina de vetor viral da Janssen ou da AstraZeneca.

O ministério também disse que o intervalo entre as doses da Pfizer e da AstraZeneca será reduzido a partir de setembro: passará de 12 semanas para 8 semanas. A decisão de receber a dose extra, segundo a pasta, deve ser tomada de prefência junto com médico especialista. O governo ainda não detalhou como será feita essa antecipação e disse que uma nova orientação sobre as recomendações será enviada aos gestores em breve.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!