BBB22: Rodrigo usa o termo “traveco”, é repreendido por brothers e procura orientação de Linn

Na madrugada desta sexta-feira (21/01), antes de dormir, Rodrigo Mussi relembrou de uma história contada por Eliezer mais cedo e usou o termo “traveco” para se referir a uma travesti.

O gerente comercia afirmou aos demais colegas que não conseguia dormir porque ficava resgatando uma história de Eliezer envolvendo a travesti. Na hora de se referir a ela, no entanto, o participante usou o termo pejorativo, o que foi imediatamente corrigido por Vinícius. “Porr*, Eli, estou tentando dormir, mas estou lembrando do pint* do traveco que você ficou com medo lá, irmão”Vyni interrompeu e disse: “traveco não”Maria completou: “É isso aí já não é uma coisa legal que você está falando”.

Rodrigo, então, pediu desculpas e foi ao jardim se juntar com outros colegas. Scooby e Vini que estavam na área externa da casa. Eles aconselharam o brother a conversar com a participante Linn da Quebrada sobre os termos corretos. Já de manhã, Rodrigo pediu para conversar com Linn. Durante o papo, ele explicou que falou o termo para se referir a uma travesti. “E aí eu falei: ‘Cara, eu vou perguntar para a Lina se essa palavra – eu não quero nem falar, ficar falando – é realmente agressiva'”, começou o gerente. Linn respondeu: “Ah, com certeza. Você não sente, quando você diz?”, questionou a atriz. “É que não foi na intenção de denegrir a imagem de nada, foi uma coisa que a história que o Eli contou eu peguei de gancho. Só que eu não falei travesti, eu falei…“, respondeu Rodrigo.

Linn, então, o interrompe. “Aham, eu entendi. Mas acho que então é corrigir. Corrigir eu digo assim, se você mesmo sentindo que essa não é uma palavra que… é realmente ofensiva, porque ela realmente é, e acho que principalmente quando vem desse lugar dos ‘normais’ para se referir a nós, é ofensivo, é realmente ofensivo. E daí é não usar mais essa palavra. Acho que nem ‘denegrir’ é legal, porque ‘denegrir’ tem a ver com negro, né“, explicou.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!