Escola mineira critica estampas de unicórnio e arco-íris em materiais infantis: “Ideologia antifamília”

A escola particular Recanto do Espírito Santo, instituição evangélica de ensino particular, em Itaúna, no Centro-Oeste de Minas Gerais, criticou o uso de materiais escolares com estampas que, segundo o colégio, pregam uma “ideologia antifamília“. Em comunicado emitido no último dia 12 e que circula nas redes sociais, a escola repudia símbolos como unicórnio, arco-íris, caveira e imagens do revolucionário Che Guevara.

Você já pensou que a escolha dos itens escolares também faz parte da formação das crianças? Antes de escolher, faça a si mesmo algumas perguntas: Qual o significado desta estampa? O que ela representa para meus filhos?”, diz a cartilha assinada pela direção da instituição. “Os cadernos e camisetas com caveiras (cultura de morte), foice e martelo e com o rosto de Che Guevara (grande assassino e revolucionário comunista), estão na moda há décadas. Mas hoje vejo também outros riscos”, continua o texto.

O comunicado também ataca o símbolo do arco-íris, usado pelo movimento LGBTQIA+. “As principais ideologias anti-família têm feito de tudo para se instalar em nosso meio e utilizam, principalmente, os materiais infantis e com estampas que parecem ingênuas. O arco-íris que é um símbolo de aliança de Deus com seu povo foi raptado pela militância LGBT, que o utiliza em suas bandeiras que têm, atualmente, seis cores: vermelho, laranja, amarelo, verde, anil e violeta“, afirma.

A escola chega a dizer que a figura do unicórnio é perigosa por representar pessoas não binárias. “É mais um símbolo contrário à lei natural, contrário aos planos de Deus“, afirma, mencionando o exemplo do Burger King, que lançou um milkshake especialmente para a parada do Orgulho LGTBQIA+ em São Paulo. Após a repercussão do caso, a escola limitou os comentários em suas redes sociais. 

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!