Mercado Livre pagará até 70% da cirurgia de redesignação de gênero a funcionários trans

Mercado Livre informou que vai cobrir até 70% dos gastos com cirurgias de gênero de funcionários trans. O benefício é limitado a até US$ 5 mil (cerca de R$ 27 mil, em conversão direta) por procedimento e será válido apenas para as pessoas que trabalham há um ano ou mais em qualquer unidade da companhia.

Para auxiliar os funcionários, a empresa oferecerá 15 dias de licença médica remunerada por ano para as cirurgias de gênero. “Queremos que nossos profissionais escolham o Mercado Livre porque se identificam com nosso propósito, valores e cultura”, disse a diretora de Pessoas do Mercado Livre no Brasil, Patrícia Monteiro de Araújo, em um comunicado divulgado à imprensa. “No entanto, também reconhecemos como alguns benefícios podem promover o bem-estar das pessoas trans. É por isso que estamos ampliando nossos esforços com benefícios tangíveis“, completou. Além disso, a empresa também banca o seguro fiança no aluguel de imóveis residência e assessoria jurídica para alteração de nome e gênero no registro civil.

Segundo a diretora de Diversidade; Inclusão do Mercado Livre da América Latina, Angela Faria, a cobertura perante o seguro fiança de um imóvel é de 100%. “O preconceito é ainda uma barreira grande para as pessoas trans em vários aspectos, inclusive no momento de firmar um contrato de aluguel, quando ainda há muita desconfiança sobre a finalidade do imóvel”, comenta Angela. A empresa também oferece apoio psicológico e endossa que todos os banheiros são neutros, em apoio aos transgêneros.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!