No Espírito Santo, transexual é morta a facadas por homem após confessar que tinha HIV

Uma mulher trans, de 28 anos, foi morta a facadas na manhã desta sexta-feira (04/02) no bairro Nossa Senhora de Fátima, em Cachoeiro de Itapemirim, região Sul do Espírito Santo. O crime aconteceu na casa do suspeito, um homem de 32 anos, após terem relação sexual. Os nomes da vítima e do assassino não foram divulgados pela polícia.

De acordo com informações do portal A Gazeta, o acusado aguardou a chegada da polícia e confessou o crime, dizendo que “perdeu a cabeça” após saber que a mulher era portadora do vírus HIV. O suspeito teria conhecido a vítima no Centro de Cachoeiro. Os dois foram para a casa dele para usar drogas e, durante o consumo dos entorpecentes, decidiram manter relações sexuais. Enquanto faziam sexo, a vítima teria revelado ser soropositivo.

À polícia, o homem disse que após a confissão da vítima, “perdeu a cabeça“, pegou uma faca e deu vários golpes nela. Após matá-la, ligou para o Ciodes-190 e assumiu a autoria do crime. O corpo da vítima foi encaminhado ao Serviço Médico Legal de Cachoeiro de Itapemirim. O homem foi detido e levado para a Delegacia Regional da cidade.

Em nota, a policial civil informou que o suspeito foi autuado em flagrante por homicídio qualificado e será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória do município. “O corpo da vítima foi encaminhado ao SML para ser necropsiado e, posteriormente, liberado a familiares“, concluiu.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!