Conheça “Princesinha Dourada”, primeiro lutador de MMA do Brasil assumidamente gay

No mundo das lutas, a homossexualidade feminina é tratada com naturalidade. Washington Duarte, também conhecido como “Princesinha Dourada”, chega para quebrar esse tabu entre os homens. Ele é o primeiro lutador de MMA do Brasil assumidamente gay, algo inédito até então.

Washington é uma atração da pequena cidade de Laranjal do Jari, no Amapá. Há quinze anos, se apaixonou pelo MMA. Lá vive “Princesinha Dourada“, como é conhecido em sua academia e até mesmo por moradores da cidade. Gay assumido, o lutador de 29 anos recebeu a reportagem do “Fantástico” nesta semana, conversou sobre sua história de vida e contou para sua mãe sua orientação sexual pela primeira vez. Washington sempre foi acolhido dentro da academia onde treina, mas dentro do ringue as coisas são diferentes. “Primeira parte de preconceito que tive dentro do MMA foi um rapaz de uma cidade vizinha. Ele falou que, se perdesse pra mim, ele ia embora da cidade. Eu ganhei a luta no primeiro round. Ele saiu da cidade”, conta ele.

Sempre com um roupão colorido, ele entra no ringue ao som da música “Cheguei”, da cantora Ludmilla, e diz que os fãs vibram. “Meu sonho é lutar em grandes eventos de MMA e ter uma oportunidade que até hoje não tive. Acredito em mim mesmo e tenho potencial para isso. O único gay assumido no MMA está sendo eu. Sei que tem mais pessoas, só que elas têm medo do preconceito, do que os outros vão falar. Peço para eles aparecerem e dizerem seus nomes, baterem no peito. Mostrar para as pessoas que a gente pode ir além daquilo que tentam limitar a gente”, diz Washington.

Quando a reportagem chegou em sua casa, Washington contou que nunca havia contado para sua mãe, Maria de Fátima, sobre sua orientação sexual e aceitou que este momento fosse gravado. Nervoso, ele chegou a gaguejar para falar, mas, ao contar diante das câmeras, viu sua mãe apenas abrir o sorriso e revelar que já sabia disso desde a infância dele. “Fico grata de tudo que você vive, que está sobrevivendo, está vencendo e que Deus lhe dê força e você vença em tudo na sua vida”, disse ela.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!