Disney recusa pedido da Arábia Saudita para censurar referências LGBTQ de “Doutor Estranho 2”

A Arábia Saudita pediu para que a Disney cortasse todas as “referências LGBTQ” presentes em “Doutor Estranho no Multiverso da Loucura”antes de sua estreia no país. No entanto, a companhia vem se recusando a fazer alterações na produção.

Segundo o The Guardian, a edição que excluiria as cenas somam 12 segundos, todas formadas por trechos em que a personagem America Chavez, interpretada por Xochitl Gomez, que dá vida a uma heroína lésbica, fala sobre suas duas mães. “É apenas ela falando sobre suas mães, porque ela tem duas mães”, disse Nawaf Alsabhan, supervisor geral de classificação de cinema da Arábia Saudita: “E estando no Oriente Médio, é muito difícil aprovar algo assim“, continuou ele. “Enviamos a solicitação para a distribuidora e a distribuidora nos encaminhou para a Disney, mas a Disney não está disposta” a realizar as mudanças propostas, acrescentou Alsabhan, que negou as informações de que o filme seria proibido. “Não há razão para proibir o filme. É uma edição simples… Até agora eles se recusaram. Mas não fechamos a porta. Ainda estamos tentando“, explica.

Doutor Estranho no Multiverso da Loucura” chega aos cinemas em 5 de maio e promete explorar os limites e as possibilidades do multiverso. As pré-vendas de ingressos foram interrompidas na Arábia Saudita, Kuwait e Catar, mas ainda estão disponíveis nos Emirados Árabes Unidos. A homossexualidade na Arábia Saudita, um país cujo sistema Judiciário é regido por uma aplicação estrita da lei islâmica, pode chegar a ser punida com pena de morte.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!