Drag desabafa sobre solidão e egoísmo em São Paulo: “Ninguém vai pro céu, mas pensar só em você é triste”

Um dos nomes mais populares da noite LGBTQIA+ de São Paulo, a drag DJ Samantha Banks usou as redes sociais para compartilhar um forte desabafo sobre a solidão e egoísmo na maior cidade do Brasil. Na publicação, feita em seu perfil no Facebook, Samantha ressalta a importância de ter amigos verdadeiros do seu lado e alerta sobre amizades movidas por conveniência.

É bizarro como as coisas são, você só tem amigo nas horas boas pra eles, quando precisa de lugar pra dormir porque tá drogado e bêbado, quando precisa de banheiro pra tomar banho, quando precisa pegar comida sua na geladeira sem você permitir ou beber as suas custas e ainda te chamar de otário por aí! Mas na hora de te ajudar a resolver problemas que ele também causou, some, vai pra casa da mamãezinha! De ‘colega’ fdp eu não preciso, eu preciso é me cercar de pessoas boas“, escreveu a artista. “Na hora que estou me sentindo sozinho nessa cidade de merda, ninguém bate no meu quarto perguntando se estou bem, se quero um abraço, se quero pegar uma piscina e ir num rodízio ou se só quero sentar e me sentir amado, me sentir amigo de alguém. Isso é triste, mas faz você acordar pra vida, ninguém no fundo não vai te ajudar não, aqui na porra dessa cidade, você está sozinho, é você por você“, lamenta ela.

Samantha continua o texto falando sobre um dos momentos mais tensos, quando quase tirou a própria vida durante a pandemia. Segundo ela, graças a amigos verdadeiros ela pôde ver que não está sozinha. “No meio da pandemia quando passei fome e até pensei em me matar, quase ninguém me ajudou, só os amigos de verdade, fiquem com eles, valorize quem te ama de verdade e sempre pergunte se está bem, se precisa de um abraço”, revela. Por fim, ela pede por uma cidade menos egoísta. “Chega de egoísmo nessa cidade, ok que ninguém vai pro céu, mas só pensar em você é triste, no fim você também é sozinho e não tem amigos de verdade, porque os que te amavam, você foi FDP com ele.”

O CVV – Centro de Valorização da Vida realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email e chat 24 horas todos os dias. Você pode conversar com um voluntário do CVV ligando para 188 de todo o território nacional.

Confira

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!