Cantor independente não gosta de ser chamado de padrão: “Rótulos fazem a gente se separar em grupos”

Conversamos com Ghuto no estúdio do Pheeno! O carioca de 26 anos é cantor e dançarino, descobriu que era LGBTQIA+ ainda na adolescência, mas não se limita em se definir como gay ou bi. Ele conta que não gosta quando o chamam de padrão, porque não gosta de rótulos: “Não acho legal pra humanidade”. No clipe de seu último trabalho, “Jogadão”, Ghuto investiu em maquiagens e em um look mais afeminado para quebrar essas questões. O cantor independente desabafa que já perdeu trabalho por ser LGBTQIA+ e seu sonho é ser um grande performer.

Confira

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!