Homem diz ter sofrido homofobia após ser impedido de se batizar em igreja evangélica de Aracaju

O fotógrafo João Pedro Poderoso afirmou que foi vítima de homofobia durante uma cerimônia de batismo, realizada neste domingo (15/06), em uma igreja evangélica de Aracaju. Segundo João, na hora em que ele seria submetido ao rito, na Igreja Presbiteriana Renovada de Aracaju (Ipra), o pastor o informou que ele não poderia ser batizado por ser “homoafetivo e ser casado com outro homem”.

Eu fui chamado por um líder e levado a uma sala, onde ele me informou que o pastor gostaria de falar comigo e chegando lá, ele me informou que eu não poderia ser batizado porque eu era homossexual e casado com outro homem”, contou João ao portal G1. “Sendo que toda a igreja sabia do meu relacionamento com o meu esposo, eu já frequentava a igreja há um ano. Não era novidade o nosso relacionamento”, acrescentou. Ainda de acordo com o fotógrafo, ele fez um curso preparatório de seis semanas e nunca foi citado que não poderia participar da cerimônia. “Eu fazia parte de uma turma de preparação, e durante todo esse curso eu não fui informado em momento algum que não poderia participar do batismo”, explica.

João afirma que acionou um advogado para cuidar do caso, que foi registrado no Departamento de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAGV) da Polícia Civil de Sergipe. “Eles deveriam pelo menos ter compaixão pelo momento que eu estava vivendo, a felicidade que eu estava vivendo. Eu estava clamando pelo Senhor, pelo Espírito Santo e eles tiraram isso de mim”, desabafou o fotógrafo nas redes sociais.

Já o pastor da Igreja Presbiteriana Renovada, Jeter Andrade, se manifestou na tarde desta segunda-feira (16/05) sobre o cancelamento do batismo. Ao G1, o representante da igreja disse que a Constituição Federal garante a liberdade de crença religiosa. “Todos são muito bem vindos à Família Renovada, mas nós não abrimos mãos dos princípios e valores da palavra de Deus”, afirmou ele. No entanto, Jeter não comentou a permissão para que o João fizesse um curso de seis semanas antes do batismo e também sobre o fato do impedimento ter acontecido poucos minutos antes do ato religioso, quando ele já estava diante de toda a igreja.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!