Crianças queer têm mais problemas de sono do que heterossexuais, diz estudo

Jovens gays, lésbicas e bissexuais são mais propensos a sofrer de problemas de sono do que heterossexuais, revelou uma nova pesquisa. Publicado na revista LGBT Health, principal revista dedicada a promover cuidados de saúde ideais para pessoas de minorias sexuais e de gênero em todo o mundo, o estudo mostrou que crianças LGB têm mais dificuldade em adormecer ou manter o sono.

A equipe por trás da pesquisa usou dados de 8.563 crianças de 10 a 14 anos, cuja amostra foi retirada do Estudo de Desenvolvimento Cognitivo do Cérebro Adolescente (ABCD) de 2018 a 2020. O estudo ABCD é o maior estudo de longo prazo sobre desenvolvimento do cérebro e saúde infantil nos Estados Unidos e incluiu perguntas para crianças e pais sobre seus hábitos de sono. Os pesquisadores descobriram que 35,1% das pessoas LGB relataram ter dificuldades para dormir ou permanecer dormindo nas duas semanas anteriores a pesquisa. O número de pessoas heterossexuais nessa faixa etária na mesma situação foi de 13,5%.

Falando à NBC News, o principal autor da pesquisa, Jason M. Nagata, explicou alguns dos resultados dizendo que os jovens LGB podem enfrentar bullying e discriminação, bem como problemas em casa, todos os quais podem ter um impacto no sono. “Este é um período tão volátil, tanto física quanto mentalmente”, disse Nagata. “Os adolescentes são particularmente vulneráveis ​​às opiniões de seus colegas, por isso é um grupo de alto risco para problemas de saúde mental e suicídio“.

Dr. Matthew Hirschtritt, que não trabalhou no estudo em si, mas observou os resultados, também disse à NBC News: “É provável que um alimente o outro: o sono ruim piora os problemas de saúde mental e os problemas de saúde mental pioram o sono”. “O desenvolvimento adolescente é um momento desafiador para muitos, devido às pressões sociais e às mudanças físicas, psicológicas e emocionais que ocorrem”, completou o co-autor da pesquisa, Kyle T. Ganson. “Entender esse processo e estar presente para apoiá-lo é crucial para resultados de saúde positivos”.

Se você ou alguém que você conhece está lutando contra a depressão ou pensamentos suicidas, entre em contato pelo telefone 188; o serviço funciona 24 horas. O CVV – Centro de Valorização da Vida realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo.

VEJA + NO PHEENO TV

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!

Felipe Sousa

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!

Você vai curtir!