Farrah Moan, de “RuPaul’s Drag Race”, se declara mulher trans: “Eu só precisava me sentir livre”

Depois de conquistar os corações dos fãs durante sua participação na nona temporada de “RuPaul’s Drag Race” e na quarta temporada de “All Stars“, Farrah Moan agora está pronta para contar aos fãs a verdade completa e não filtrada sobre sua jornada com sua identidade de gênero.

No último episódio da série de entrevistas da colega de “Drag Race“, Maddy Morphosis, “Give It to Me Straight”, Moan revelou que se identifica como uma mulher transexual e passou os últimos quatro anos vivendo como tal. “Em 2019, sem o conhecimento dos meus seguidores, foi quando tomei a decisão de viver minha vida como mulher”, disse a artista.

Moan disse que evitou se declarar publicamente como trans porque temia que isso impactasse seu trabalho como drag queen, ou que poderia significar que ela “nunca estaria em Drag Race”, especialmente considerando que sua transformação de maquiagem “masculina para feminina” fazia parte de sua marca. Mas Moan revelou que em determinado momento de sua jornada ela sabia que algo precisava mudar. 

Ter uma personalidade masculina parecia mais uma drag do que ter que fazer uma drag”, disse ela. “Tentar descobrir como ser um garoto fofo foi muito mais difícil para mim e veio de forma muito mais anormal, a tal ponto que eu pensei, ‘Eu gostaria de poder simplesmente sair como travesti agora.’ A ideia de me vestir como um menino era tão estressante para mim, me estressava muito e eu me ressentia de cada característica masculina durante toda a minha vida.

Moan diz que reconheceu que sempre se sentiu trans e que simplesmente “precisava se sentir livre” quando se tratava de se rotular. “[Fazer drag] foi o único momento em que pude realmente me sentir em casa com meu corpo“. Depois de se assumir oficialmente como trans para seus amigos próximos e familiares, Moan disse a Morphosis que, acompanhada de todas as outras mudanças que ela fez em sua vida – a artista drag recentemente ficou sóbria e começou a se exercitar regularmente – ela se sente muito melhor.

Meus níveis diários de ansiedade são muito mais baixos. Não sinto mais pânico com isso”, disse ela, antes de começar a chorar. “Me sinto orgulhosa de quem sou e, aos 30 anos, estou muito grata por isso, porque nunca pensei que conseguiria.”

VEJA + NO PHEENO TV

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!

Felipe Sousa

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!

Você vai curtir!