Colman Domingo é segundo ator gay a ser indicado ao Oscar por personagem também gay

Colman Domingo de 54 anos fez história no Oscar por seu papel como o ativista queer dos direitos civis Bayard Rustin na cinebiografia da Netflix “Rustin”, tornando-se o segundo ator gay a ser indicado ao papel de Melhor Ator por interpretar um personagem gay. Antes, Ian McKellen foi indicado em 1999 ao prêmio por sua interpretação do diretor de cinema James Whale no drama de época “Gods and Monsters”.

Domingo lutará para fazer história LGBTQ + na cerimônia de 10 de março, enfrentando Cillian Murphy de “Oppenheimer”, Jeffrey Wright de “American Fiction”, Paul Giamatti de “The Holdovers” e o ator e diretor Maestro Bradley Cooper. Embora seu objetivo agora esteja em ganhar o grande prêmio, ele também conseguiu mais dois papéis importantes nos quais se concentrar. Domingo foi escalado para a cinebiografia de Michael Jackson, no qual ele estrelará como o pai do Rei do Pop, Joe Jackson.

O próprio Michael Jackson será interpretado pelo sobrinho da vida real da estrela de “Billie Jean”, Jaafar Jackson: “Estou animado por fazer parte de um filme que explora tanto a alma complicada do lendário Michael Jackson quanto seu impacto na música e na cultura como um ícone global”, disse Colman Domingo à Variety sobre o anúncio do elenco: “Não só tenho a sorte de ter um personagem rico, complexo e imperfeito para interpretar Joe Jackson, mas também tenho um lugar na primeira fila para a incrível transformação de Jaafar.”

Joe Jackson não é a única figura paterna que Domingo irá capturar na tela, já que ele também foi escalado como o lendário cantor de jazz e pai de Natalie King Cole, Nat King Cole. O ator revelou à Variety que estava escrevendo o roteiro de um filme musical de Nat King Cole há alguns anos. Além de assumir o papel de King Cole, Domingo também fará sua estreia na direção do projeto. Se há alguém que sabe o suficiente sobre a vida de King Cole para aceitar o desafio de retratá-lo, é Domingo: ele co-escreveu a peça de 2019, “Lights Out: Nat ‘King’ Cole”.

Este ano parece ser gigantesco para o vencedor do Emmy; ao lado dos dois filmes biográficos, ele também estrela a viagem lésbica de Pedro Pascal, Drive Away Dolls, o musical indicado ao Oscar The Color Purple e o filme dramático Sing Sing, além de produzir o novo filme de terror da Netflix, “It’s What’s Inside”.

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!

Bee 40tona

Você vai curtir!