O corpo negro nu é o centro das atenções nesta campanha contra o HIV

As representações da beleza gay negra na mídia são poucas e raras. Adicione o HIV à mistura e você terá que trabalhar ainda mais para encontrar essas pessoas no cinema, na TV ou na publicidade. Uma nova campanha iniciada pela organização sem fins lucrativos Native Son, que trabalha para capacitar homens negros gays e bissexuais, espera preencher esse vazio com representações brilhantes desta comunidade muitas vezes difamada.

Batizada de “I Love Myself”, a iniciativa apresenta imagens e vídeos estrelados por homens que vivem com HIV, incluindo o fundador da organização, Emil Wilbekin, um especialista em mídia que ocupou cargos editoriais de alto nível em publicações como Essence, Vibe e Afropunk. Os sujeitos, fotografados por Eric Hart Jr., estão todos nus — e olhando para a câmera com um misto de alegria, orgulho e determinação.

É importante mudarmos a narrativa em torno do HIV e de lhe atribuirmos o estigma e a vergonha na nossa comunidade”, disse Wilbekin em comunicado. “Esses retratos de nus são lindos e mostram a vibração e a vitalidade do que significa ser negro, gay e viver com HIV hoje. Essas imagens nos dão agência e autonomia sobre nossos corpos, nossa saúde, nossa sexualidade e nossa Black Boy Joy.

Confira

VEJA + NO PHEENO TV

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!

Felipe Sousa

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!

Você vai curtir!