Justiça condena estudante de medicina por agredir ator Victor Meyniel em Copacabana

O juiz Flávio Itabaiana, da 27ª Vara Criminal, do Tribunal de Justiça do Rio, condenou nessa quarta-feira (17/04) o estudante de medicina Yuri de Moura Alexandre por lesão corporal e injúria homofóbica contra o ator Victor Meyniel, em setembro de 2023.

A sentença prevê pena de 2 anos e 8 meses em regime semiaberto. O magistrado determinou que o estudante poderá deixar a cadeia durante o dia, mas deverá retornar à noite para dormir. Ele não permitiu que a sentença fosse revertida em outras medidas pelo caso ter ocorrido com grande violência. Em nota ao G1, os advogados Maíra Fernandes, Guilherme Furniel Ricardo Brajterman informaram que esperam que, com a decisão, Victor possa ter paz e tranquilidade para seguir sua vida, com a sensação de que a justiça foi feita“. A defesa de Yuri não se manifestou.

O acusado respondia o processo em liberdade desde novembro do ano passado quando o magistrado revogou sua prisão preventiva a pedido do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) e da defesa. Ele havia sido detido em flagrante no mês de setembro de 2023, após as agressões contra o ator na portaria de um prédio em Copacabana, na Zona Sul do Rio.

A decisão judicial ainda prevê o pagamento de 10 dias multa que é o equivalente a 1/30 do salário-mínimo na época da agressão. “É importante destacar que, em que pese todos os depoimentos prestados em juízo relatando o comportamento inconveniente da vítima, que insistia em permanecer em um local onde, ao que tudo indica, não era bem-vinda, e se recusar a sair, em nada justifica a violenta reação do réu, que desferiu diversos socos em Victor“, escreveu o magistrado.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe Sousa

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!

Você vai curtir!