A atriz disse que sonhou em estar em um lugar tão grande, como a novela das 21h, horário nobre da emissora

Bianca DellaFancy fala sobre as dificuldades antes de estrelar um papel na Globo, em ‘Renascer’

A comunidade LGBTQIAPN+ aplaudiu de pé a estreia de Bianca DellaFancy no horário nobre da Globo, em ‘Renascer’. A drag, que dá vida a Janaína, contou que está amando participar da trama e que têm sido dias de muito aprendizado. Bianca ressalta que é gratificante olhar para trás e ver o quanto trabalhou para chegar onde está hoje. As informações são do site Ana Maria.

“Eu não sei dizer ao certo até quando, mas espero que haja muito mais dela, pois estou amando participar. Cada dia de gravação é de muito aprendizado e felicidade, tanto pessoal quanto profissional. Contracenar com os atores e estar na novela das nove é uma felicidade imensa, em uma obra tão especial e importante. É gratificante imaginar o quanto trabalhei para chegar até aqui, o quanto sonhei em estar em um lugar tão grande, com tamanha visibilidade, representando tantas pessoas”, disse.

A drag ainda diz que se inspirou muito em sua personagem no início de sua carreira, pois Janaína sonha em ser uma estrela, como ela. “Busquei as minhas próprias memórias da época em que comecei a me montar, cerca de dez anos atrás. Naquele tempo, eu era como o Felipe, que estava começando a entender o que era a arte drag e a se expressar artisticamente. Minha maquiagem, as palavras e meu comportamento não eram tão refinados. Eu simplesmente falava o que vinha à mente, sem me importar muito. Tinha uma grande vontade de ser famoso; de ser reconhecido. Isso mudou com o tempo”, argumenta.

Bianca usa suas redes sociais como um termômetro para ver a aceitação do seu personagem entre o público e diz que isso é importante para entender se as pessoas estão se relacionando positivamente com Janaína. “Eu acho que a maior dificuldade sempre foi fazer as pessoas entenderem que o que eu faço é arte e é, de fato, o meu trabalho. Sendo o meu trabalho, eu mereço ser reconhecido e valorizado, inclusive financeiramente. Isso hoje em dia está mais fácil de entender. Nós estamos trabalhando há alguns anos para que as pessoas entendam isso”, conta a artista.

“No começo, era meio difícil fazer as pessoas entenderem isso. Sempre que eu falava que era drag, eu sempre ouvia, ‘Ah, que legal! E você trabalha com o quê?’ Eu falava: ‘Não, esse é o meu trabalho.’ Hoje em dia, as pessoas já conseguem entender, mas só depois de eu ter acessado lugares tão incríveis como esse da novela. É explícito que é o meu trabalho, que é o meu ganha pão. Então, acho que essa foi uma das maiores dificuldades. Fora as dificuldades que eu mesmo imponho a mim mesmo como auto-sabotagem, mas essas eu tenho tratado na terapia e vou muito bem, obrigado (risos)”, finalizou.

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!

Arthur Aguiar

Redator do Pheeno, formado em comunicação social e estudante de moda. Apaixonado por contar histórias e explorar culturas.

Você vai curtir!