Centro cultural queer do Rio prepara programação para o Dia Internacional do Orgulho

O Dia Internacional do Orgulho LGBTQIAPN+, em 28 de junho, está chegando! É quando o mundo é convocado a refletir sobre as (r)existências dos corpos dissidentes em meio a realidades tão violentas e sobre o respeito à diversidade da comunidade. Para festejar a data queer mais emblemática e colorida do ano, em que é celebrado e reivindicado o direito de ser orgulhosamente o que se é, o Queerioca montou uma programação especial com teatro, música, seu primeiro baile de vogue, performance, e muito mais.

A primeira atração do dia será a penúltima apresentação da peça “Todos os homens do mundo”, monólogo concebido, dirigido e interpretado por Cristina Flores, que teve a temporada prorrogada a pedido do público. Em seguida, acontece o show de Gigante César, multiartista LGBT+ do sertão pernambucano. No melhor estilo Bregay ou Brega Queer, ele é conhecido na cena musical nacional pela mistura de ritmos como tecnobrega e samba de coco, e por suas apresentações repletas de coreografias, encenações e poesias. 

Logo depois, inspirada na cena queer de NY nos anos 70 e 80, a festa da diversidade promove  a estreia do primeiro baile de vogue do Queerioca, que recebe a internacionalmente conhecida House of Juicy para realizar o Ball do Orgulho Travesti, o único do qual temos notícia na cidade nesta data tão simbólica. Com todo o brilho e glamour a que se tem direito, a competição de dança e figurinos, com sete categorias e prêmios, é coordenada pela travesti, ativista e musicista Angeliq Farnocchia.

 A noite, inesquecível, contará também com o show da Banda Futura, da qual Angeliq faz parte e que já se apresenta regularmente na casa, em formato duo, mas, que desta vez, irá reunir sua formação completa: sete travestis multi-instrumentistas. Nesta ocasião elas finalmente conseguirão fazer a primeira apresentação todas juntas, num encontro ao vivo imperdível.  

E para fechar os trabalhos abrindo os caminhos para nossa comunidade, o mestre em Ciências Sociais e professor de Educação, Rodrigo Pedro Casteleira, apresenta Linhas de Exú, uma performance na qual traz para a cena urbana os enredamentos de figuras negras míticas, como a de Exú, o Orixá da ordem, do movimento, da comunicação e da fecundação, considerado o primórdio da criação suprema. 

Serviço

QueeRIOca: Travessa do Comércio, n.16 (Arco do Teles), Centro, Rio de Janeiro
Capacidade: 200 lugares
Horário de funcionamento: Quarta a sexta: das 16h à meia-noite
Sábado: das 11h à meia-noite
E-mail para contato: [email protected]
Instagram: @queerioca
Site: www.queerioca.com

Felipe Sousa

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!

Você vai curtir!