O deputado bolsonarista Pastor Eurico, do PL, criticou a ONG de crianças trans que esteve na Parada Gay

Deputado leva ‘ex-trans’ para sessão e defende “cura gay”: “Menino nasce menino”

O deputado bolsonarista Pastor Eurico, do PL, levou um homem que se diz “ex-trans” para a sessão da Comissão de Previdência, Assistência Social, Infância, Adolescência e Família para criticar e repudiar a ONG de crianças trans que esteve na Parada LGBT+, em São Paulo, no último domingo (02/06).

O debate girava em torno de uma moção de repúdio dirigida a ONG, que levou “crianças trans” para participar da Parada do Orgulho LGBT+ de São Paulo, ocorrida no domingo, uma moção solicitada pelo próprio Eurico, que preside a comissão. Durante seu discurso em apoio à moção, o deputado do PL mencionou o caso de um homem chamado Helder Oliveira, presente na sessão, que se levantou quando foi citado por Eurico. O parlamentar afirmou que Oliveira teria passado por procedimentos cirúrgicos para “remover os seios e as nádegas” após decidir não mais se identificar como uma mulher trans. Oliveira teria abandonado sua identidade trans após se converter ao evangelismo.

“Amigo Helder, me desculpe citar seu nome aqui. Com todo respeito a sua pessoa. Quem vê tuas fotos, muita mulher perde para tuas fotos quando estava naquela situação. Mas tu tiveste coragem. Tu destes meia-volta. Eu sei o que tu sofrestes para tirar os seios e as nádegas. Tu és um homem hoje. Hétero, casado e com filho. Conheci tua esposa e teus filhos”, disse ele.

O deputado também enfatizou que Helder estava ali “provando que essa história que nasceu gay e vai morrer gay”. “(Ele) está aqui provando que essa história que nasceu gay e vai morrer gay, isso é mentira do cão e ‘tratação’ do inferno. Nós defendemos que o cidadão pode ser o que quiser, mas se ele quiser voltar a sua vida natural com ele nasceu, que ele volte. E vamos defender, porque isso é possível. Portanto presidente, essa nota de repúdio, não existe criança trans. Existe um monte de marmanjo frustrado que quer fabricar crianças trans. Menino nasce menino, menina nasce menina, homem nasce homem, mulher nasce mulher”, disse o deputado Bolsonarista.

A moção de repúdio contra a ONG “Minha Criança Trans” acabou aprovada pela comissão de forma simbólica. Manifestaram votos contrário as deputadas Lídice da Mata (PSB-BA) e Erika Kokay (PT-DF).

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!

Arthur Aguiar

Redator do Pheeno, formado em comunicação social e estudante de moda. Apaixonado por contar histórias e explorar culturas.

Você vai curtir!