“Nunca mandei Nudes”, afirma deputado gay Douglas Garcia

Após falar que “tiraria no tapa” trans que usassem banheiros femininos, o deputado Douglas Garcia (PSL), de 25 anos, afirmou em entrevista a Revista Veja que nunca mandou nudes.

“Não sou a favor das pautas LGBT. Fui ameaçado de ter minha sexualidade exposta por e-parceiros, não namorados, porque nunca namorei. E decidi falar. Não foi chantagem. Não sei se fui gravado em situação íntima, o que seria crime. Mas nunca mandei nudes”, relatou o parlamentar à revista Veja.

Garcia é o parlamentar que atacou a deputada Erica Malunguinho (PSOL-SP), primeira e única deputada trans da Casa, com um discurso transfóbico. Ele havia afirmado, após um discurso de Erica em defesa das pessoas trans em práticas esportivas, que “se um homem que se acha mulher entrar no banheiro em que estiver minha mãe ou minha irmã, tiro de lá à tapa e depois chamo a polícia”. Sua fala gerou revolta e o PSOL, então, começou a articular uma representação contra o parlamentar por quebra de decoro, o que pode cassar o seu mandato.

O deputado, que teve criação evangélica, acredita que o conservadorismo, e a educação militar são parte da solução para a educação no Brasil. Douglas defende que o estado ceda escolas mal avaliadas para os militares, e defende medidas mais duras contra a alienação parental, a fim de evitar que mulheres coloquem os filhos contra seus ex-maridos.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!