Professora é demitida após praticar bullying contra criança adotada por casal gay

Louis Van Amstel, coreógrafo do programa norte-americano “Dancing With the Stars”, recorreu ao Twitter para divulgar que o filho, de apenas 10 anos e cujo processo de adoção ainda decorre, foi alvo de bullying na escola Deerfield Elementary, em Utah (EUA), por parte de uma professora substituta da instituição.

Segundo o bailarino, durante um trabalho feito em sala de aula, a professora pediu para os alunos escreverem sobre aquilo pelo qual são gratos, o menino, chamado apenas “D.M” ​​para proteger sua identidade, respondeu: “finalmente vou ser adotado pelos meus dois pais”. Perante a resposta do menino, a professora afirmou “que não havia nada pelo que ser grato” e deu uma palestra aos alunos, explicando que ser gay “é pecado”.

Foi, então, que três alunas decidiram denunciar o show de preconceito da professora ao diretor da instituição. Os funcionários da escola escoltaram imediatamente o professora para fora do campus e a demitiram imediatamente. “Ela também tentou culpar o nosso filho e disse que ele era o culpado da situação. É absolutamente ridículo e horrível o que ela fez. Estamos em 2019 e isto acontece numa escola privada. Estou horrorizado que a pessoa que faz bullying, nesta situação, seja professora numa escola”, afirmou Louis.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!