Estrela do OnlyFans é preso acusado de integrar rede de abuso infantil online

Alec McGeary, de 20 anos, trabalhador de TI e estrela do OnlyFans, foi preso na última quarta-feira (20/05) em uma operação da Polícia Federal Australiana (AFP) sobre uma rede suspeita de abuso infantil online.

Natural de Hobart, na Tasmânia, McGeary foi preso em seu apartamento em Botany, no sul de Sydney, e acusado de possuir ou controlar material de abuso infantil usando um serviço de streaming para acessar material de abuso infantil. Um mandado de busca foi executado na residência de McGeary pela equipe de Operações de Proteção à Criança da NSP da AFP, auxiliada pelo Esquadrão de Abuso de Crianças e Crimes Sexuais da Força Policial de NSW, bem como por membros do Centro Australiano de Luta contra a Exploração Infantil da AFP (ACCCE).

Durante o mandado de busca, vários dispositivos eletrônicos foram apreendidos como prova. Os policiais teriam encontrado pelo menos 11 vídeos nos aparelhos. McGeary foi identificado no tribunal como parte de uma investigação em andamento na Austrália, investigando uma rede nacional que supostamente distribuía material de abuso infantil. Por conta da quarentena, McGeary foi preso durante a noite e compareceu ao tribunal por um link de vídeo no dia seguinte.

O magistrado Philip Stewart concedeu a McGeary uma fiança condicional estrita, mas insistiu que sua mãe, Kylie McGeary, deve pagar uma fiança de US $ 2.000 (1.077 libras) para garantir que ele não saia do estado. Stewart disse que havia preocupações “significativas” em liberá-lo sob fiança, e parte de suas condições de fiança incluem ser proibido de usar a internet.

A investigação sobre a rede de compartilhamento de materiais de abuso infantil da qual ele fazia parte começou em fevereiro de 2020, depois que as autoridades australianas foram avisadas pelo Centro Nacional de Crianças Desaparecidas e Exploradas dos Estados Unidos (NCMEC). A denúncia original do NCMEC também levou a dezenas de acusações contra vários outros australianos por crimes de abuso infantil. McGeary é descrito como “conhecido” na comunidade LGBTQI de Sydney desde que se mudou da Tasmânia no início de 2019.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!