Revista “Nova Escola” gera debate com reportagem sobre identidade de gênero

Você provavelmente deve lembrar do caso Romeo Clarke, não é mesmo? Aos cinco anos, o pequeno Romeu virou notícia no ano passado após ser expulso do projeto de contraturno escolar que ele frequentava na cidade de Rugby, no Reino Unido. O motivo?! O menino deveria “se vestir de acordo com seu gênero”. Acontece que Romeo adora usar vestidos.

“Eles são fofos, bonitos e têm muito brilho”, explicou ao tabloide britânico Daily Mirror. Na época, Georgina, a mãe do garotinho, fez uma reclamação formal com a administração do clube, afirmando que o ato era uma discriminação contra seu filho. “Eu fiquei tão chocada quando me disseram que ele não podia usar vestidos que fiquei sem palavras. Tudo que consegui perguntar foi: ‘por quê?’”, contou em entrevista ao “The Mirror”.

Pois bem, mediante ao caso de Romeo Clarke e de muitas outras crianças, a revista “Nova Escola” fez uma reportagem especial para abordar o tema tratado como preconceito em algumas escolas. A reportagem visa dar uma “educação sexual”, gerando uma discussão sobre sexo, sexualidade e gênero, em um assunto que desafia as normas de papéis masculinos e femininos impostos pela sociedade. Além da matéria, a capa da revista mostra o Romeo usando um dos seus mais de 100 vestidos. Parabéns aos envolvidos! Confira a capa.

revista-nova-escola-pheeno

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!