Jovem gay é torturado e estuprado coletivamente a pedido dos próprios pais

2667659439_aa5d96b138_b

Um jovem de apenas 20 anos, morador de Calcutá, na Índia, foi submetido a sessões de tortura e estupro coletivo após assumir sua homossexualidade para os seus pais!

Segundo Sanjoy, sua família o mandou para um médico para “tratamento” e quando o doutor disse que ele era absolutamente normal, seus pais sugeriram um “tratamento de estupro corretivo”. Após espancamento e tortura mental, o jovem conseguiu escapar e contratar um advogado, que conseguiu uma medida restritiva contra os dois.

“A violência contra a comunidade LGBT é extremamente comum na Índia”, disse Koninika Roy, presidente do The Humsafar Trust, ONG que trabalha pelos direitos LGBTs no país. “A seção 377 do Código Penal indiano e o fato de que o comportamento do mesmo sexo é criminalizado no país significa que os LGBTs não podem viver livremente”. Atualmente, o Sanjoy enfrenta uma batalha na Justiça contra os pais. Ele mora com o namorado e família do companheiro, que sempre aceitou o relacionamento.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!