Foragido por matar namorado, pastor da Assembleia de Deus é preso em Joinville

Foragido desde 2012, acusado de homicídio qualificado pela Justiça de São Paulo, pela morte de seu ex-companheiro, Marco Antônio Gomes, o pastor da Assembleia de Deus, Edilson Turato, foi preso no último dia 15 de fevereiro na sede da igreja Assembleia de Deus, localizada na avenida Getulio Vargas, em Joinville (SC).

No momento da prisão, Edilson apresentou carteira de identidade, CPF e título de eleitor de seu irmão, Carlos Roberto Turato, já falecido. Os policiais que realizaram a prisão, receberam a informação da agência de inteligência 8º Batalhão da Polícia Militar sobre a localização de Edilson, que possuía um mandado de prisão expedido pela 1ª Vara Criminal da Comarca de São Vicente/SP pelo crime de homicídio qualificado.

Segundo o Tribunal de Justiça de São Paulo, o crime aconteceu no dia 15 de janeiro de 1997, em São Vicente, no Litoral Paulista, na casa onde vivia o casal. Edilson alegou legítima defesa, fato rejeitado pela justiça. “Aproveitando-se da embriaguez da vítima e com emprego de meio cruel e surpresa, desferiu um golpe com uma garrafa na cabeça e na sequência desferiu vários golpes de faca contra Marcos Antonio Gomes, causando-lhe ferimentos na cabeça, tórax, abdômen, região dorsolombar e membros superiores”, consta nos registro da justiça de São Paulo.

Nota da Assembleia de Deus

Em nota, a Assembleia de Deus nega que Edilson seja pastor da Igreja Evangélica e que ele “apenas frequentava o local”. “Diante do fato do envolvimento do nome da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Joinville, quando da prisão do Sr Edilson Turato, dizendo ser pastor da mesma, queremos esclarecer que: O Sr Edilson Turato não é membro e nem tem vínculo nenhum com a IEADJO.”

No entanto, internautas encontraram fotos e vídeo que comprovam a ligação de Edilson com a igreja. Na página do Facebook da Assembléia, fieis confirmaram que o pastor fazia parte da assembléia.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!