Transexual é internada à força e agredida após pedido da mãe

A Polícia Civil investiga o caso de uma transexual que foi internada contra a sua vontade e teria sido agredida ao ser levada a força de dentro da sua casa em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, na última sexta-feira (11/05). Bruna Andrade de César foi removida da residência a pedido de sua mãe, onde morava com a namorada Bianca da Cunha Moura.

“Foi um sequestro o que fizeram com minha esposa! Não tinha um médico junto com eles, nem uma determinação oficial, um laudo. A Bruna não era viciada em drogas, não apresentava distúrbios, era uma pessoa normal, estava arrumada pra ir trabalhar!”, disse Bianca em entrevista ao R7. A jovem foi sequestrada e agredida por enfermeiros da empresa “Anjos da Vida Remoções Especializadas”.

A mãe não aceitava a filha e queria “curar o filho”, segundo Bianca. A relação entre as duas nunca foi boa e o casal chegou a mudar de Estado por causa do preconceito da mãe. Após ela dizer que passaria a aceitar a filha, as duas saíram de Minas Gerais e voltaram ao Rio de Janeiro, mas a relação se desgastou novamente e culminou na agressão à Bruna, disse a esposa ao mesmo site.

Ela afirmou que, no dia, tentou impedir que a esposa fosse levada, mas os enfermeiros disseram que “travesti para eles era ‘macho’ e que eles não teriam receio de bater”. Eles ainda agrediram Bruna, tiraram o vestido dela na rua, a obrigaram a vestir roupas masculinas e ameaçaram cortar o seu cabelo, segundo o relato.

Um representante da empresa se pronunciou sobre o caso pelo Facebook. “A solicitante ‘mãe’ acompanhou a abordagem que foi efetuada em sua residência e o transporte do paciente até a instituição contratada por ela. Quanto a agressões nossa equipe foi agredida assim como a mãe e solicitante”, diz Paulo Rogerio, que alega representar a “Anjos da Vida”. A Deam (Delegacia Especial de Atendimento à Mulher), de São Gonçalo, região metropolitana do Rio, investiga o caso.

O Ministério Público do Rio de Janeiro informou que o caso já foi encaminhado para a Promotoria de Justiça de Investigação Penal, que irá conduzir o caso. Bianca registrou boletim de ocorrência nesta noite de quarta-feira (17) na DEAM (Delegacia Especial de Atendimento à Mulher) de Niterói, ela também passou por exame de corpo de delito nesta manhã de quinta-feira (18) no IML. Segundo a Polícia Civil, o caso foi encaminhado para a Deam de São Gonçalo para prosseguimento das investigações.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!