Oficial queniano acredita que leões gays foram “possuídos por demônios”

Uma fotografia de dois leões machos em um aparente encontro sexual causou bastante reviravolta no Quênia – e o chefe do conselho de censura cinematográfica do país pensa que os animais devem ter aprendido seu comportamento com humanos.

“Esses animais precisam de aconselhamento, porque provavelmente eles foram influenciados por gays que foram para os parques nacionais e se comportaram mal”, disse Ezekiel Mutua, diretor-executivo do Kenya Film Classification Board (KFCB), a Nairobi News. Ele foi mais além e sugeriu que o comportamento dos leões fosse resultado de uma possessão demoníaca.

“Onde já se viu uma coisa dessa acontecer? Os demônios que tomam conta dos humanos parece que agora também estão dominando os animais”, afirmou Mutua, que é bastante conhecido como um ativista conservador da moral no Quênia. “Isolem esses animais loucos e estudem seu comportamento, porque isso não é normal”.

Segundo Paul Goldstein, fotógrafo responsável pelo clique, a relação de afeto entre os dois leões era evidente. “Quando leões de sexos diferentes copulam, o ato normalmente dura apenas alguns segundos. Esses dois ficaram assim por mais de um minuto, e podia-se notar afeto entre eles, diferente da separação violenta que ocorre quando machos e fêmeas cruzam”, relatou Goldstein para o jornal MailOnline.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!