Mãe tenta doar órgãos do filho, mas é impedida por ele ser gay

Depois de sofrer um acidente grave acidente de carro, o neozelandês Corey Eteveneaux foi levado para o hospital em estado crítico. Ele morreu quatro dias depois, mas a tristeza de sua família só aumentou quando descobriram que as válvulas cardíacas de Eteveneaux e as córneas não podiam ser aceitas para doação porque ele era gay.

Cherie Etevenaux, mãe do rapaz, entrou em contato com a Doação de Órgãos da Nova Zelândia para providenciar que as válvulas cardíacas de Corey e as córneas fossem doadas para alguém que necessitasse. “Em vez disso, fui informada que não podiam aceitar as válvulas cardíacas de Corey ou córneas por causa de seu estilo de vida”, diz Etevenaux. “Eles não aceitaram porque meu filho era homossexual”.

“Corey era um jovem apto e saudável. Isso simplesmente não faz sentido! Há pessoas que estão sofrendo por aí e poderíamos ter ajudado”, conta. Corey, 24 anos, estava namorando Daniel Jacobs, de 29 anos, há quase dois anos. De acordo com Cherie, os dois foram testados para o HIV quando começaram a namorar e ambos eram negativos. “Eu sei que ele teria amado ter ajudado alguém”, acrescentou. “Infelizmente, uma família pobre perdeu”.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!