Homem é preso por omitir ser soropositivo e infectar propositalmente quatro parceiros sexuais

Um homem em Perth, na Austrália, foi condenado há cinco anos de prisão por não ter revelado que estava vivendo com HIV a quatro parceiros sexuais – todos os quais posteriormente testaram positivo para o vírus.

Segundo informações do portal Pink News, o homem de 30 anos, que não teve a identidade revelada para proteger a identidade de suas vítimas, teria dito aos quatro parceiros que não tinha HIV antes de fazer sexo sem camisinha com eles. De acordo com o tribunal, o acusado foi diagnosticado com o vírus em 2012. Em 2013, ele disse a um homem que não tinha HIV antes de fazer sexo desprotegido com o rapaz. Já em 2014, o mesmo aconteceu com outro parceiro sexual que ele teria conhecido em aplicativos de relacionamento. Posteriormente, ambos foram diagnosticados positivos.

Em 2012, o acusado iniciou um relacionamento de longo prazo e disse ao namorado que não estava infectado. Eles começaram a fazer sexo sem preservativo em 2014, mas as suspeitas surgiram em 2015, quando seu namorado encontrou um medicamento anti-retroviral. Foi então que ele fez um teste e descobriu que estava infectado. Eles se separaram um ano depois. Após a separação, o acusado ainda fez sexo desprotegido com outro rapaz, que também acabou testando positivo.

O criminoso foi preso em janeiro de 2018 e acusado por praticar intencionalmente ato que provavelmente colocaria em risco a vida, a saúde ou a segurança de suas vítimas. “Seu comportamento foi tão extraordinariamente egoísta, tão totalmente egocêntrico”, afirmou o juiz responsável pelo caso. O acusado terá direito à liberdade condicional após cumprir três anos.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!