Nany People diz que a maioria das trans no Brasil são jogadas na vida e levadas pelo lado mau da força

Nany People ganhará homenagem do programa Persona, da TV Cultura, neste domingo (20/09). Ela falou sobre a difícil vida das transexuais no Brasil, e como a maioria é jogada na vida e, muitas vezes, levadas pelo lado mau da força.

“Se fossemos nos deixar levar pela lei natural da sobrevivência, eu não estaria aqui hoje. A maioria das trans no Brasil não chega aos 35 anos, pois são execradas de suas famílias. É tirado delas o direito de escolaridade, inclusive. A maioria não termina a quarta série”, revela.

Nany ainda complementa: “Elas são tiradas do centro das famílias e jogadas na vida, e o que abre as portas, geralmente, não é o lado bom da força, mas sim o lado mau. Tive uma sorte muito grande de ter uma mãe à frente do seu tempo, que entendeu desde cedo que a cria dela estava fadada a ser transexual”.

A artista também falou sobre a importância do teatro na sua vida: “Foi minha salvação. Eu tive um namorado que uma vez me disse ‘Você é feliz porque você tornou viável o seu jeito de ser’, e foi o que de fato aconteceu. Eu fiz valer o meu discurso, ‘não faça chover na minha parada’. Então, sempre que alguém quis fazer chover na minha parada, ou eu abria o guarda-chuva ou eu mudava de praia, mas sempre fiz acontecer”.

A entrevista inédita ao programa Persona vai ao ar a partir das 21h30, na TV Cultura, neste domingo (20/09)!

VEJA + NO PHEENO TV

Thiago Araujo é editor-chefe e criador do Pheeno! Referência no cenário pop LGBTQIA+ nacional, o carioca de 30 anos é jornalista e empresário do ramo do entretenimento, além de agitar as pistas como DJ mundo afora!