Polícia apreende 324 mil camisinhas que eram lavadas, reutilizadas e vendidas por fábrica

Uma fábrica que lavava e reutilizava camisinhas usadas para vendê-las como novas foi fechada no Vietnã, na última sexta-feira (19/09). De acordo com a polícia local, 324 mil preservativos foram apreendidos. A proprietária do local, identificada como Pham Thi Thanh Ngoc, de 32 anos, está presa e prestou depoimento.

Localizada na província de Binh Duong, no Sul do Vietnã, a fábrica clandestina ilegal estava disfarçada em um armazém. No local, a polícia informa que encontrou 360 quilos de camisinhas usadas e milhares de outras já embalados prontas para venda, sem qualquer marca impressa na embalagem. Segundo uma das mulheres que trabalhava no local, ela “recebia preservativos usados uma vez por mês de uma pessoa desconhecida” e enxaguava, secava e separava os produtos. Os investigadores apontaram que a fábrica usava consolos de madeira para dar a impressão de novo aos preservativos, além de arranjar embalagens fechadas.

“É a primeira vez que preservativos usados ​​são reciclados, por isso as autoridades precisam definir claramente as disposições legais para este caso”, informou o Diretor do Departamento de Gestão de Mercado da província de Binh Duong, Tran Van Tung. 

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!