Carrefour é condenado a indenizar em R$ 10 mil casal gay agredido por seguranças

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) condenou o Carrefour a indenizar um casal gay em R$ 10 mil cada um. Segundo informações do colunista Rogério Gentile, do UOL, a decisão foi tomada no dia 11 de novembro.

Na ocasião, durante as eleições de 2016, o casal foi abordado de forma hostil por seguranças do Carrefour dentro do estacionamento do local. Com palavrões e chutes no veículo, diziam que eles não poderiam ter deixado o carro no estacionamento para votar na escola ao lado. Os clientes tentaram argumentar que haviam feito compras, mas as agressões continuaram.

Com medo dos dois se trancaram dentro do carro e fugiram do local. No entanto, um terceiro segurança teria fechado a cancela do estacionamento, impedido que a partida do casal. Para sair dali, tiveram de forçar a passagem, derrubando a cancela. Fora de perigo, eles acionaram a polícia. “Eles foram submetidos a humilhação e constrangimento“, afirmou o desembargador Andrade Neto, relator do processo.

O Tribunal de Justiça considerou que eles conseguiram provar que sofreram agressões verbais, mas não as homofóbicas, o que poderia aumentar a indenização. “A testemunha apresentada por eles, em seu depoimento, não fez nenhuma menção em relação ao teor das agressões verbais“, afirmou o desembargador.

Em nota, o Carrefour informou que “o caso citado está em andamento na Justiça” e que “a empresa segue acompanhando o processo e reforça seu repúdio a qualquer tipo de violência e agressão em suas unidades”.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!