Jogador de futebol inglês pede desculpas a torcedores LGBTs após destruir bandeira do Orgulho em campo

Depois de causar polêmica ao destruir uma bandeira do arco-íris no campo do Rainbow Laces durante uma partida contra o Sheffield United, no último domingo (06/12), o jogador de futebol inglês Jamie Vardy se desculpou pelo ocorrido após a repercussão negativa. Na ocasião, após garantir a vitória do seu time com um gol, Jardy foi até a bandeira e acabou destruindo-a com a sua comemoração exagerada.

Após o ocorrido, torcedores homofóbicos do time usaram a comemoração para enaltecer a atitude do jogador. “Ainda há esperança para homens de verdade no futebol”, disse um internauta. Para reafirmar seu apoio à comunidade LGBTQ+ e se retratar com o ocorrido, Vardy enviou a bandeira destruída para Foxes Pride, grupo oficial de fãs LGBTs do time, com a seguinte mensagem: “Orgulho das Raposas, continue com o bom trabalho“.

Como resposta, a organização escreveu: “Todos no Foxes Pride ficaram tristes com comentários LGBT-fóbicos online nos últimos dias após a comemoração do gol de Vardy com a bandeira do canto. Estamos orgulhosos e gratos pelo apoio que Vardy e Leicester City FC continuam a mostrar para Rainbow Laces, fãs LGBT e Foxes Pride.”

Graeme Smith, presidente do grupo, classificou o gesto de Vardy como importante para a inclusão. “Este gesto de Vardy destaca a cultura inclusiva em nosso clube de futebol. Estamos orgulhosos de poder fazer parceria com eles, não apenas para a Rainbow Laces, mas durante todo o ano”, disse Smith.

Confira

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!