“Meu pai sempre foi bissexual e me orgulho disso”, revela filho de vocalista do Molejo

Leozinho Bradock, filho de Anderson Leonardo, vocalista do grupo Molejo, saiu em defesa do pai logo após a confissão nesta sexta-feira (05/02) de que o pagodeiro manteve relações sexuais com o Maycon Douglas Pinto do Nascimento Adão, conhecido como MC Maylon.

Ao responder uma seguidora no Facebook que fez um trocadilho com a música do Mojelo ‘Cilada’, Leozinho saiu em defesa do cantor e disse sentir orgulho do pai por assumir a verdade. “Não era cilada, mana. Meu pai sempre foi bissexual e me orgulho disso“, escreveu na rede social. “Se vocês optam por fazer esse tipo de brincadeira achando bacana agir com preconceito, vocês só provam que passa ano, entra ano, e não respeitam as diferenças”, completou. Ele concluiu elogiando Anderson. “Vamos seguir com o que sempre fizemos, e compartilhando aos nossos a nossa educação de saber respeitar o nosso próximo independente de qualquer diferença.

Ainda na sexta-feira, Anderson Leonardo fez uma live no Instagram com o jornalista Betoh Cascardo e falou sobre a acusação de estupro que recebeu. Durante a transmissão, o pagodeiro voltou a afirma que manteve relações sexuais com MC Maylon. “Comi? Comi. Mas comi consensualmente. O viado tava botando cada roupa colorida, botando aquele bagão na frente, e com maior bundão. Falei: ‘Cumpadi, vou botar no c* dele logo, pra acabar essa p*rra, essa história. Pensei que tava até apaixonado pelo c* dele. Mas depois comi o c* dele com consentimento. Desculpem… Mas não preciso estuprar ninguém não, gente”, disse Anderson.

Ainda durante a live, o cantor falou sobre o dia so suposto estupro. “Foi uma vez. Mas nessa vez que aconteceu, eu falei: ‘Vou tirar essa dúvida logo. Se for bom…’. Vou casar com ele, faz de mim o que quiser”, explicou. Sobre a sua sexualidade, Anderson afirmou: “Quer falar que sou gay? [Pode falar] Sou gay, bi, tri, hepta… Não estou nem aí. Como diz a música: ‘eu quero amor, não quero cilada‘”. “Estupro é uma coisa muito séria. E ele não desmaiou. Primeiro, ele ejaculou. Falei: ‘posso ir?’. Quando fui, ficamos um do lado do outro e conversamos. Não teve sangramento, não teve nada… Que gota de sangue?”, continuou o cantor.

Confira

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!